• 69
  • 0

Alguns tipos de massagens corporais são uma boa pedida para quem deseja reduzir medidas, tratar celulite, eliminar o excesso de líquido e toxinas, modelar a silhueta,  seja em situações pós-cirúrgicas ou não. As mais procuradas são a drenagem linfática e a massagem modeladora, conhecidas por seu efeito redutor. Ao contrário do que muita gente imagina, as duas não são a mesma coisa.

Drenagem Linfática

O que é?

O tratamento de drenagem linfática estimula o sistema linfático através da massagem em direção ao vasos linfáticos e tem como principal função eliminar as toxinas acumuladas entre as células. Os líquidos retidos que causam a celulite e o inchaço são direcionados para a corrente sanguínea. 

A drenagem linfática pode ser feita no corpo todo, inclusive no rosto. A maior indicação da técnica é para auxiliar no tratamento da celulite, reduzir o inchaço e estimular a circulação sanguínea.

Cada sessão dura em média uma hora e o ideal é que sejam realizadas sessões com uma certa regularidade para obter resultados ainda mais satisfatórios. O profissional que realiza a massagem pode utilizar algum tipo de óleo ou hidratante corporal para facilitar os movimentos. Isso é indicado principalmente em pacientes em pós operatório, que geralmente ainda possuem uma sensibilidade maior na área.

A técnica não é indicada para pessoas com infecções, que possuam doenças cardiovasculares, trombose ou hipertensos. No entanto as grávidas tem muito com o que se beneficiar, já que a retenção de líquido é muito alta durante a gravidez e a drenagem pode aliviar o incômodo do inchaço.

Massagem Modeladora

O segundo procedimento, chamado de massagem modeladora, utiliza uma técnica baseada em estímulos de respostas neuromusculares, o que acaba deixando a região tratada mais firme e definida. Ela promete moldar os contornos do corpo.

Ao contrário da drenagem linfática, na massagem modeladora os movimentos são mais fortes, rápidos e profundos para que as camadas mais profundas possam ser atingidas estimulando o metabolismo e melhorando a circulação da região.

As sessões também levam em média uma hora e devem ser feitas regularmente para resultados mais eficientes. O recomendado é que sejam feitas de uma a duas sessões por semana com um intervalo de no mínimo 48 horas entre cada uma. Logo após a primeira sessão já é possível notar um leve resultado, mas o ideal é que seja feita entre 5 e 10 sessões.

A massagem modeladora é contra indicada para pessoas hipertensas ou cardiopatas e pessoas que possuem varizes no local tratado. Grávidas também não podem realizar o procedimento. O procedimento até pode causar um certo desconforto, mas não é normal que doa e nem que se formem hematomas na pele.

Apesar de serem técnicas diferentes, as duas massagens não são consideradas tratamentos para emagrecer. Devem ser usadas apenas como auxiliares no processo, uma ajudinha a mais, ou para pessoas que possuem apenas gordurinhas localizadas, mais resistentes de serem eliminadas. Não é possível contar apenas com elas para obter um perda de peso muito considerável.


Adicionar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Agende sua consulta