O que é obesidade ?

A obesidade é uma doença caracterizada pelo excesso de gordura no corpo. O acúmulo ocorre quando a oferta de calorias é maior que o gasto de energia corporal e resulta frequentemente em sérios prejuízos à saúde.

Principais Causas

São vários fatores que resultam da interação de fatores genéticos, ambientais e emocionais e também de estilo de vida.

Falta de atividade física:
O sedentarismo é outra causa indutora da obesidade. É necessário tentar incluir atividades físicas regulares na rotina diária. O gasto energético vem diminuindo com os confortos da vida moderna, como controles remoto de TV, elevadores, automóveis, escadas rolantes etc.

Tendência genética:
Pesquisas mostram a relação entre herança genética e obesidade. Normalmente, pais com peso normal têm em média 10% dos filhos obesos. Quando um dos pais é obeso, 50% dos filhos certamente o serão. E, quando ambos os pais são obesos, esse número pode subir para 80%.

Ingestão excessiva de alimentos:
Os hábitos de vida contemporânea favorecem o consumo exagerado de alimentos de alto valor calórico, mas com pobre qualidade nutricional. Essa ingestão  excessiva também pode ser desencadeada por transtornos  de compulsão alimentar.

Problemas hormonais:
Alterações nas funções das glândulas tireóide, suprarrenais e da região do hipotálamo também podem provocar a obesidade.

Técnicas Cirúrgicas

Gastroplastia Redutora (Bypass gástrico)::

Nesse procedimento é feito o grampeamento de parte do estômago, que reduz o espaço para o alimento, e um desvio do intestino inicial, que promove o aumento de hormônios que dão saciedade, diminuem a fome e diminui a absorção dos alimentos.

Gastrectomia Vertical (sleeve):

Nesse procedimento, o estômago é transformado em um tubo, com capacidade de 80 a 100 mililitros. Essa intervenção provoca boa perda de peso, um pouco menor que o bypass gástrico e maior que a proporcionada pela banda gástrica ajustável.

Cirurgia Metabólica:

Procedimento que busca a melhora dos componentes da síndrome metabólica: pressão, glicemia e colesterol. Independente do IMC do paciente. ( Ainda em fase de aprovação).

Cirurgia Revisional:

Procedimento indicado para que o paciente volte a emagrecer após uma cirurgia bariátrica anterior ou quando o resultado da primeira cirurgia não é satisfatório. Isso em casos selecionados e após completa avaliação.

Pré Operatório

Cuidados antes da cirurgia.

Os candidatos à cirurgia para redução de peso devem ser submetidos à uma avaliação pré-operatória completa com a finalidade de identificar e tratar fatores de risco que possam alterar o bom resultado do procedimento cirúrgico. O cirurgião é o responsável pela solicitação dos exames pré-operatórios bem como o encaminhamento aos outros profissionais relacionados como endocrinologista, nutricionista, psicólogo ou psiquiatra, cardiologista e pneumologista (se necessário), ortopedista (se necessário) e anestesiologista.

Uma vasta gama de exames laboratoriais devem ser coletados, bem como a realização de endoscopia digestiva alta com pesquisa do H. pylori, ecografia de abdômen total, raio X de tórax, eletrocardiograma e outros exames que forem necessários.

O preparo pré-operatório otimiza a segurança e os resultados da cirurgia bariátrica e metabólica. Solicita-se ao paciente que se esforce para perder um pouco de peso antes da cirurgia, pois alguns quilos a menos podem oferecer melhores condições à anestesia geral e à operação.
Nessa fase, também é obrigatório o preenchimento do documento Consentimento Informado e esclarecido , no qual o paciente reconhece estar devidamente informado sobre os benefícios e riscos da cirurgia.

Pós Operatório

Cuidados depois da cirurgia.

O paciente deve fazer consultas e exames laboratoriais periódicos no pós-operatório. Em caso de comorbidades, elas devem ser acompanhadas por profissionais especialistas nessas doenças.
No pós-operatório, recomenda-se ao paciente atividade física e complemento vitamínico. E, nas operações abertas, recomenda-se ainda o uso da faixa abdominal.

Existem complicações
Como todo procedimento cirúrgico, a cirurgia bariátrica PODE apresentar riscos. Essas complicações são muito menos freqüentes nos dias de hoje devido à melhoria dos instrumentais cirúrgicos e dos grampeadores, melhoria das habilidades técnicas do cirurgião, equipe multidisciplinar mais engajada e experiente, além do melhor preparo do paciente no pré-operatório. Mesmo assim, complicações podem ocorrer.

A seguir listamos as principais:

  • Atelectasia do pulmão e pneumonia;
  • Trombose venosa profunda;
  • Embolia pulmonar;
  • Hemorragias;
  • Hérnias incisionais e internas;
  • Infecção de ferida operatória;
  • Úlceras e estenoses da anastomose do estômago com o intestino;
  • Fístulas das anastomoses;
  • Anemias;
  • Desnutrição;
  • Perda de peso insuficiente;
  • Diarréia e evacuações com gases fétidos;
  • Pedras na vesícula biliar;
  • Óbito.

Todas essas complicações ocorrem em uma incidência muito pequena, mas devem ser sempre esclarecidas para o paciente e seus familiares.

Marque uma consulta com nossos profissionais

A Be.Live possui um time completo, capacitado e preparado para te ajudar a realizar o seu sonho de emagrecer com saúde.

Daniel Dantas Ferrarin

 

Cirurgia Bariátrica

Sócio-fundador,
Gastroenterologia,
Cirurgia Bariátrica,
Cirurgia do Aparelho digestivo.

Pedro Henrique Caron

 

Cirurgia Bariátrica

Sócio-fundador,
Nutrologia,
Cirurgia Bariátrica,
Cirurgia do Aparelho digestivo.

Agende sua consulta